JUNHO | RESPEITO AO PEDESTRE E AO CICLISTA

JUNHO | RESPEITO AO PEDESTRE E AO CICLISTA

As vias, pelas quais transitam todos os tipos de modais (ônibus, caminhões, carros, motocicletas, bicicletas e também os pedestres) são, reconhecidamente, espaços democráticos que devem ser compartilhados por todos. E no compartilhamento, direitos, deveres,

Por isso, as autoridades responsáveis pela organização do trânsito estabeleceram regras que devem ser cumpridas por todos para a garantia, não da supremacia, mas da convivência pacífica entre condutores, motociclistas, ciclistas e pedestres e, deste modo, para a construção de um trânsito mais humano e seguro.

Conscientes de que “Minha Escolha Faz a Diferença” no trânsito, ciclistas, motociclistas, condutores de veículos e pedestres devem estar atentos sempre para o cumprimento das regras e para a melhor escolha, a escolha que pode preservar vidas.

Quando se pensa nos meios de transportes utilizados pelas pessoas pode-se lembrar, consequentemente, que os veículos motorizados sempre oferecem alguma proteção lateral para seus condutores e passageiros. Já para os ciclistas e pedestres esse tipo de proteção não existe e sua integridade física depende, também, do comportamento de quem está se utilizando dos outros modais. Eles são, portanto, a parte mais vulnerável, a que está exposta aos maiores riscos e sofrem as graves consequências em casos de acidentes.

Por isso, a regra e clara e cumpri-la não traz nenhum custo; apenas benefício. Ou seja, no trânsito, os maiores devem respeitar os menores e os motorizados zelar pelos não motorizados e todos devem zelar pela segurança do pedestre. Quando dividir a via com ciclistas, os condutores devem respeitar a distância de um metro e meio entre a lateral de seu veículo e a bicicleta, conforme estabelece a lei.

Condutores e motociclistas devem, igualmente, respeitar – sempre – a faixa de pedestres; estar atentos e verificar se, por exemplo, não há pedestre ou ciclista quando sair em marcha à ré; nunca atravessar se o semáforo estiver aberto para pedestres; reduzir a velocidade nas proximidades de escolas e hospitais ou em áreas de grande fluxo de pessoas. Ao procederem assim, mais do que cumprirem regras, estarão fazendo ‘a melhor escolha, aquela que pode salvar vidas no trânsito.

Translate »